Tag: sustentabilidade

2a Mostra ECOFALANTE de Cinema Ambiental

Desde a semana passada, está acontecendo em São Paulo a 2a. Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, que tem como intuito chamar atenção para questões ambientais, de sustentabilidade, cidadania, governança, participacão e políticas públicas.

A mostra é gratuita e conta com grande número de salas de exibição, temáticas e filmes, e sua programação se estende a semana do meio ambiente (3 a 9 de junho) e a virada sustentável (5 a 9 de junho).

Alguns destaques que você ainda pode conferir essa semana no Centro Cultural São Paulo – CCSP 

04. junho (3a feira) | 17:00 Uma Guerra Verde | 20:00 Aterro

05. junho (4a feira) | 17:00 Quem controla a água? | 20:00 Submissão

06. junho (5a feira) | 17:00 Rio Colorado: O Direito à água | 20:00 O Preço da Democracia

07. junho (6a feira) | 17:00 Chá ou Eletricidade | 20:00 O Sabor do Desperdício

08.junho (sábado) | 16:00 Amargas Sementes | 18:00 Viver/Construir | 20:00 Areia | 20:00 Destropia

09.junho (domingo) | 16:00 A Fé nos Orgânicos | 18:00 Petróleo: O Grande Vício | 20:00 O Gasoduto

Rio+20. O que sustentar?

Através da mensagem “A Rio+20 que não queremos”, entregue ontem (21/06) aos chefes de Estado, a sociedade civil manifesta descontentamento em relação ao documento final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável.

A mensagem expressamente esclarece que a sociedade civil não pactua nem subscreve o documento final, entitulado “A Rio+20 que queremos”.

O ambientalista Rubens Born, da organização Vitae Civilis, afirma que é necessário que a sociedade civil atue como promotora de mudanças. “Não queremos ser cúmplices com a omissão do governo” (http://www.onu.org.br/rio20/br/blog/)

Neste último dia da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – Rio + 20, com o descontentamento já expresso pela sociedade civil em relação ao texto conclusivo que reflete proposta de compromisso branda e omissa para os caminhos do desenvolvimento sustentável no planeta, é importante refletirmos sobre o alcance e significado deste tema e qual o papel da sociedade civil, ou seja, cada um de nós, em relação a sustentabilidade.

Para abranger o significado contextualizado de sustentabilidade, precisamos necessariamente decifrar alguns conceitos. O primeiro deles, do qual nasce qualquer ato potencialmente sustentável é o que chamamos de senso de rede.

Sustentabilidade só é possível pelo senso de rede, que é a vivência cotidiana com a consciência de que as relações se interconectam, de que somos todos parte de uma mesma comunidade, seja em micro escala, comunidade vizinhança, ou em macro escala, comunidade planetária.