Tag: comunicação

Linguagem Corporal

Para ver e refletir: a cientista Amy Cuddy traz informações sobre como a linguagem corporal pode afetar nosso entorno e nossas experiências e como a sabedoria do corpo pode nos ajudar a transformar o que vivenciamos.

 

Cultivo

Destaques da programação cultural gratuita e acessível em São Paulo, por região.

ZONA NORTE

Beatriz Milhazes

“Um Itinerário Gráfico” traz nove gravuras de grandes dimensões de uma das artistas brasileiras mais bem cotadas no mercado internacional. Classificação: Livre

Sesc Santana – Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Jardim São Paulo – Norte. Telefone: 2971-8700.

Grátis. Tem acesso para deficiente. Tem local para comer. Estac. (R$ 3,50 a R$ 7 a 1ª h).

Quando?  terça a sexta: 10h às 21h / sábado e domingo: 10h às 18h. Até 24/2.

ZONA OESTE

O Olhar Nômade de Vincent Moon

Conhecido na internet pelos vídeos do site La Blogothèque, em que registrou performances de bandas como Arcade Fire e Yo La Tengo, o francês Vincent Moon apresenta instalação a partir de terça (dia 8). Classificação: Livre

Sesc Pompeia – R. Clélia, 93 – Água Branca – Oeste. Telefone: 3871-7700.

Grátis. Tem acesso para deficiente.

Quando? terça a sábado: 10h às 21h / domingo: 10h às 20h. Abertura 8/1

Desacelerando o olhar

Quando os dias estão cada vez mais curtos e os afazeres se multiplicam, é preciso ter atenção para valorizar e dar sentido às pequenas coisas que temos ao redor. São exatamente essas pequenas coisas, as mais capazes de fazer transformações importantes e sutis na qualidade de nosso dia a dia.

E se viajássemos no tempo para resgatar um hábito mais simples, como o de escrever uma carta a mão a um amigo distante?

Para esta proposta, o que mais importa é a forma, o como transmitimos uma mensagem. A textura da tinta no papel, o selo (sim, eles ainda existem e podem ser bem bonitos) e o carinho impresso em sua letra são incomparáveis, assim como a surpresa em receber uma carta que viajou longamente no tempo e no espaço e te encontrou distraído, por estar atarefado na correria cotidiana.

Leve a idéia adiante, mande notícias no envelope a um amigo essa semana.

Impactos da linha laranja

Ontem, terça-feira, dia 08 de maio de 2012, no final da tarde, foi realizada audiência pública para discutir e esclarecer o Estudo de Impacto Ambiental do empreendimento “Linha 6 Laranja do Metrô – Brasilândia / São Joaquim”.

O maior impacto do dia, entretanto, foi o causado pelo Decreto estadual n. 58.025, promulgado também ontem, que declara de utilidade pública 406 imóveis nos bairros da Freguesia do Ó, Lapa, Barra Funda, Perdizes, Consolação, Bela Vista e Liberdade, visando desapropriação dos mesmos para implantação da Linha 6 – Laranja do Metrô.

Confira pelos links abaixo detalhes dos impactos do empreendimento:

– a íntegra o Estudo de Impacto Ambiental e Relatório, assim como o  Programa de Compensação Ambiental, integrantes do Licenciamento

– e o texto do Decreto estadual n. 58.025/2012, que determina as áreas de utilidade pública e imóveis que serão desapropriados.

Estamos falando a mesma língua?

Para uma comunicação eficaz, um diálogo, deve haver um mínimo de esforço de compreensão entre os sujeitos envolvidos, sem o qual não se pode decifrar corretamente as diferenças de linguagem, por exemplo.

Mas afinal de contas, por onde anda a disposição para assimilar ou se fazer entender?

Contra senso da aceleração das informações nos dias de hoje, o aumento das barreiras da comunicação, muitas vezes, é retrato da inabilidade de escuta ou da “automação do discurso”.

Essa falta de cuidado na relação entre os sujeitos é reproduzida em larga escala no cotidiano, podendo deixar para trás as possibilidades do bom conviver.  Escutar alguém, se colocar em seu lugar, trocar experiências… são pequenos gestos valiosos de ligação entre as pessoas.

Até que ponto, em nossas relações diárias, não reproduzimos esta mesma indiferença? Tomar consciência desta tendência é um ótimo antídoto.