Desacelerando o olhar

Quando os dias estão cada vez mais curtos e os afazeres se multiplicam, é preciso ter atenção para valorizar e dar sentido às pequenas coisas que temos ao redor. São exatamente essas pequenas coisas, as mais capazes de fazer transformações importantes e sutis na qualidade de nosso dia a dia.

E se viajássemos no tempo para resgatar um hábito mais simples, como o de escrever uma carta a mão a um amigo distante?

Para esta proposta, o que mais importa é a forma, o como transmitimos uma mensagem. A textura da tinta no papel, o selo (sim, eles ainda existem e podem ser bem bonitos) e o carinho impresso em sua letra são incomparáveis, assim como a surpresa em receber uma carta que viajou longamente no tempo e no espaço e te encontrou distraído, por estar atarefado na correria cotidiana.

Leve a idéia adiante, mande notícias no envelope a um amigo essa semana.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: